Descrição: Blog criado para o planejamento da minha viagem para à França. Ele será dividido em quatro partes:

1) PESQUISAS: pesquisas sobre as cidades a serem visitadas - cultura, atrações turísticas, gastronomia, hospedagem...;

2) ROTEIRO FINAL: Roteiro detalhado dia-a-dia, com hospedagem, alimentação, atrações, previsão de gastos, ...;

3) PREPARATIVOS para a viagem;

4) RELATO DA VIAGEM: Relato dia-a-dia de todos os acontecimentos durante a viagem, dicas, informações, etc.

FASE ATUAL DO BLOG: 3) PREPARATIVOS.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

1º Arrondissement de Paris - du Louvre

Bom dia meus amigos...

Vamos conhecer, a partir deste post, os 20 Arrondissement (divisões) de Paris... O primeiro da lista - e o mais antigo - é o du Louvre... Vamos lá?

É o que tem menos população e menor área (1826 km²). Está localizado na margem direita do rio Sena, mas abrange também parte da Île de la Cité. É o arrondissements mais antigo da cidade de Paris, sendo que foi primeiro ocupado na Île de la Cité, que era o centro da cidade romana de Lutécia (conquistada em 52 a.C.), e depois mais tarde, já durante a Idade Média, foi ocupada a margem direita. Uma parte significativa do 1º arrondissement pertence ao museu do Louvre e ao jardins das Tulherias.

O Arrondissement du Louvre possui os seguintes quartiers (bairros administrativas):

1. Quartier Saint-Germain-l'Auxerrois
2. Quartier des Halles
3. Quartier du Palais-Royal
4. Quartier de la Place Vendôme

Vista aérea do Arrondissement du Louvre

ATRAÇÕES TURÍSTICAS - Du Louvre

MUSEU DO LOUVRE
Pela sua importância, será destaque no próximo post.

JARDINS DAS TULHEIRAS
Metro: Tuileries
Abertura: De abril a setembro - 7h às 21h; de outubro a março - 7h30 às 19h30
Os jardins das Tulherias (francês: Jardin des Tuileries) compõem um parque parisiense situado na margem direita do rio Sena, entre a praça da Concórdia e o Carroussel. Foi criado no século XVI, no estilo italiano, por ordem de Catarina de Médicis, para decorar o entorno do palácio das Tulherias, onde passava seus tempos livres. Em 1664, o arquiteto André Le Nôtre, autor do projeto do parque que rodeia o palácio de Versalhes, transformou-o num jardim no estilo francês, formal e simétrico, cheio de estátuas ornamentais. O Musée de l'Orangerie e o Jeu de Paume, sedes de importantes exposições de arte contemporânea, ficam em dois pavilhões dentro do parque, que oferece uma esplêndida perspectiva dos Champs-Élysées, do arco do Triunfo e do Grande Arco de la Défense. Entre as atividades de lazer para as crianças, estão o teatro de marionetes, os passeios de burro e os barquinhos de brinquedo para navegar no tanque octogonal.


MUSEÉ DE L'ORANGERIE
Metro: Concorde
Site: http://www.musee-orangerie.fr/
Horário: Quarta a segunda, das 9h às 18h
Preço: 7,50 euros
O Musée de l'Orangerie é uma galeria de arte impressionista e pós-impressionista localizada na Place de la Concorde em Paris. Contém trabalhos de Paul Cézanne, Henri Matisse, Amedeo Modigliani, Claude Monet, Pablo Picasso, Pierre-Auguste Renoir, Henri Rousseau, Chaim Soutine, Alfred Sisley e Maurice Utrillo entre outros. Apesar de obras lindíssimas, o grandes chamariz do Museu são as obras de Claude Monet, Les Nymphéas. Estas grandes obras estão em duas grandes salas ovais. A galeria está na antiga estufa do Palácio das Tulherias nos Jardins das Tulherias.

Foto: trivago.pt

ÎLE DE LA CITÉ
Já comentamos dela aqui no blog, inclusive com suas atrações turísticas. Veja aqui: http://toindoparaafranca.blogspot.com/search/label/%C3%8Ele%20de%20la%20Cit%C3%A9

ARC DE TRIOMPHE DU CARROUSEL
Metro: Palais Royal
O Arco do Triunfo do Carrossel (em francês Arc de Triomphe du Carrousel) é um monumento datando de 1809, construído por Napoleão I (Napoleão Bonaparte). Existem entradas sobre cada uma de suas quatro faces. Está situado no 1º arrondissement de Paris, França. Localiza-se na Praça do Carrossel, à oeste do Museu do Louvre.Edificado em homenagem ao Grande Exército de Napoleão Bonaparte entre 1807 e 1809, o monumento está localizado diante do Louvre, sobre a esplanada que precedia a ala do Palácio das Tulherias (antes que o palácio fosse queimado, em 1871). Celebrando a vitória dos exércitos franceses na Batalha de Austerlitz, o Arco do Triunfo, desenhado por Charles Percier et Pierre-François-Léonard Fontaine, ilustra a campanha de 1805 e a capitulação de Ulm em 1807.


PALAIS ROYAL
Metro: Palays Royal
O Palais Royal é um palácio e jardim localizado próximo do Ier arrondissement de Paris. Em frente à ala norte do Louvre, o seu famoso pátio (cour d'honneur) delimitado por colunas (desde 1986 contendo obras de arte de Daniel Buren) enfrenta Place du Palais-Royal, a qual foi bastante ampliada pelo Barão Haussmann, depois da abertura da Rue de Rivoli por Napoleão. Embora nunca tenha sido um palácio real, apesar do nome enganoso, o Palais Royal foi construído pelo arquitecto Jacques Lemercier, a mando de Richelieu, a partir de 1624. A sua localização corresponde, em parte, à do antigo Hôtel de Rambouillet, onde a Marquesa de Rambouillet mantinha um brilhante salon frequentado assiduamente por Richelieu. Nesta época era chamado de Palais Cardinal. Richelieu deixou-o para a Coroa Francesa. A partir de 1643, depois da morte de Luís XIII, abrigou a Rainha-Mãe Ana da Áustria, o Cardeal Mazarino e o jovem Luís XIV. Nesta época passou a ser chamado de Palais Royal, nome que iria manter.


PLACE VENDÔME
Metro: Tuileries
Place Vendôme é uma praça no 1º arrondissement de Paris localizada ao norte do Jardim das Tulherias e a leste da igreja de la Madeleine. É o ponto de início da Rue de la Paix. Sua arquitetura deve-se a Jules Hardouin-Mansart, que concebeu em 1699 um plano urbanístico ao qual deviam moldar-se os proprietários dos imóveis. A maior parte das fachadas está classificada como Monumento histórico.


Fontes: Wikipédia e Guias Turísticos

10 comentários:

Ana L. disse...

Márcio, isso é que é trabalho de primeira! hehe

O que falar desse arrondissement né? Bem, AMEI o Jardim de Tulherias. Fui em abril e estava tudo muito florido... Mais para o final da minha viagem, eu já gostava de sentar nos banquinhos e ficar lendo um livro (Paris é uma festa, do Hemingway! rs) enquanto tomava sol ou só apreciava o movimento.
Fui ver as Ninféias na L'ORangerie e também fiz a visita aos jardins de Monet. Muito legal coordenar os dois passeios, as pinturas são impressionantes mesmo!
beijos grandes OU melhor: "bisous"

Raquel M.B.G. disse...

Nossa, você já está cheio de posts aqui! Parabéns, e não esqueça de Giverny!! Raquel

Maria Clara disse...

Márcio, seu trabalho é primoroso! Passar informação de uma forma tão acessível e simpática é para poucos.
Viajarei em maio e passarei por Paris e alguns lugares da Itália. Depois de ler o outro blog, estou acompanhando esse.
Queria muito que você solucionasse minha dúvida: esse bilhete comprado em tabacaria (que você usou pra ir Florença-Pisa-Florença) pode ser utilizado pra fazer o trajeto Pisa-Roma?
Os trens para esse trajeto estão bem caros e esse bilhete bem mais em conta fosse aceito, eu ficaria bem FELIZ! =)

Desde já, agradeço.

gladston disse...

Leia os livros do Amaury Temporal sobre viagens a França.

Márcio Jardim disse...

Oi Ana,
Agradeço o seu comentário e a visita... Nossa, fazer eses passeios assim com excelente leitura, deve ser fantástico... Já estou ansioso... rs Bisous

Márcio Jardim disse...

Oi Raquel,
Sim, de vento em popa...rsrsrs
pode deixar que não esqueço não...
bjs

Márcio Jardim disse...

Oi Maria Clara,
Agradeço o elogio...
Infelizmente não. O bilhete comprado em tabacaria é para curtas distâncias ok? Seria uma maravilha não? rs
bjs

Márcio Jardim disse...

OI Gladston,
Por sua sugestão, já dei uma uma olhada nas livrarias... Muito bons mesmo... Já vou engordar minha biblioteca sobre a França... Obrigado. Abs

jorge fortunato disse...

Márcio
Vale muito a pena começar o passeio por Paris a partir do Louvre. Nãos ei onde vc estará hospedado, mas o que eu acho o máximo é atravessar a Pont des Arts e entrar por uma lateral que dá acesso a Cour Carrée do Museu. É algo enlouquecedor estar ali com aquele espaço todo e logo depois a visao das pirâmides de vidro em total contraste com arquitetura antiga. Aí é seguir atravessar e cair no Jardin des tuilleris passando pelo Arc du Carrosel. Enfim, coisas que vc descobriá em breve. eu quero aproveitar e agradecer pelo Blog da Itália, já peguei muitas dicas lá. E para aumentar o seu acervo de dicas, segue uma sobre hospedagem. Vi que vc curte hotéis econômicos e esta dica é ótima, até porque eu já experimentei e posso dizer que vale a pena. São os CISP - Centre International de Séjour de Paris. São dois endereços um no 13ème (Boulevard Kellerman) e outro no 12ème (Maurice Ravel). Vc pode ficar em quartos duplos, individuais ou até compartilhados. Eu fiquei em quarto individual com banheiro e paguei em 2003 30 euros com um café ótimo. Agora deve estar uns 45 euros. A localizaçao do Cisp do Boulevard Kellerman é muito boa, apesar de estar na Porte d"italie, mas com o metrô vc estará a cinco estações do Quartier Latin. O único senão é que o CISP tem horário para fechar, algo em torno de 01h00 da manhã, depois disso vc fica na rua. Eis o site www.cisp.fr et bon voyage!!!

Márcio Jardim disse...

Oi Jorge,
Ainda não defini minha hospedagem em Paris... Agradeço suas dicas para meu roteiro... Já estão anotadas. Fico feliz que gostou do blog da Itália ;-) Obrigado! Quanto a sua dica, jã entrei no site e achei muito interessante. Vou analisar com carinho quando chegar na parte de hospedagem. Muito obrigado Jorge. Grande abs